Cidades atingidas pela chuva em MG receberão R$ 70 milhões

Maior parte da verba vai ser do governo federal; 52 dos 116 municípios tiveram o pedido de emergência homologados

Marília Lopes, Central de Notícias

04 de fevereiro de 2011 | 08h38

SÃO PAULO - O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, e o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, anunciaram na quinta-feira que o Estado irá receber R$ 70 milhões para o atendimento emergencial aos municípios atingidos pela chuva. Do total, R$ 50 milhões serão repassados pelo governo federal e R$ 20 milhões pelo governo estadual.

 

Inicialmente serão atendidos 52 municípios que já tiveram o decreto de situação de emergência homologado pela Defesa Civil de Minas Gerais, que analisa o relatório da prefeitura e aprova as informações. Ao todo, 116 cidades já decretaram situação de emergência por causa das chuvas desde outubro. De acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil, são 161 os municípios afetados.

 

Os recursos aprovados já foram liberados para a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) e serão aplicados na recuperação da infraestrutura, como vias públicas, estradas, pontes e casas, segundo a assessoria do governo de Minas. Além dos recursos destinados a recuperação das cidades, parte da verba será repassada para a construção de casas para as famílias atingidas pelas chuvas.

 

Ainda segundo o balanço da Defesa Civil, em todo o Estado, 1.381.875 pessoas foram afetadas de alguma maneira pelos temporais, que deixaram 21.180 desalojados, que estão na casa de parentes ou amigos, e 3.493 desabrigados, que perderam tudo e ocupam abrigos públicos. Apenas em janeiro, 63 cidades decretaram situação de emergência. Ainda não há nenhum município do Estado que tenha registrado situação de calamidade pública.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvaMGverbas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.