Cidades com 100 mil habitantes terão restaurantes populares

O ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, almoçou hoje com a governadora Rosinha Matheus, no restaurante popular Herbert de Souza, na Central do Brasil. Patrus Ananias disse, na ocasião, que pretende levar o projeto para municípios com até 100 mil habitantes. Segundo o ministro, o governo federal vai disponibilizar os recursos e os equipamentos. Aos governos estaduais caberá a operacionalização do restaurante. Patrus Ananias garantiu à Agência Brasil que o Ministério dispõe de recursos, mas ressaltou que o valor a ser investido e o prazo da implantação dependem das parcerias feitas com os Estados. De acordo com o ministro, o projeto vai respeitar as características e as peculiaridades de cada região. Além disso, os restaurantes não terão fins lucrativos. No Rio de Janeiro, eles são terceirizados. Os oito restaurantes populares do Estado, em quatro anos, já serviram mais de 12 milhões de refeições a R$ 1. O Restaurante Herbert de Souza, cujo nome homenageia o sociólogo Betinho, criador da Ação da Cidadania contra a Fome e a Miséria e pela Vida, foi inaugurado em novembro de 1999 na Estação Central do Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.