Cidades do RS decretam emergência devido a chuvas

Segundo a Defesa Civil, 242 cidades do Estado foram atingidas e quase 5 mil pessoas afetadas

Anne Warth, da AE, Agência Estado

22 Setembro 2007 | 17h40

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul informou neste sábado, 22, que os municípios de Barra do Rio Azul e Aratiba, na região de Passo Fundo, tiveram estado de emergência decretado em função das fortes chuvas que atingem pelo menos 242 cidades do Estado. Até o momento, 1.200 casas e 4.800 pessoas foram afetadas, mas não houve necessidade de desalojamento.   A previsão da Defesa Civil é que temperatura continuem alta em todo o Estado e que as chuvas continuem até segunda-feira à tarde. Por esse motivo, mais municípios poderão decretar estado de emergência neste fim-de-semana.   Segundo a Defesa Civil, houve queda de granizo nas cidades de Panambi e Aratiba e ocorrência de vendaval em Ijuí, Itatiba do Sul e Herval Grande. Em Cruz Alta, ventos e granizo danificaram 320 residências e afetaram 1.500 pessoas. O maior índice de chuvas foi registrado na região das Missões, mas poucas casas e famílias foram afetadas.   As chuvas elevaram o nível do Rio dos Sinos, na região de Novo Hamburgo, que já atinge 5,74 metros - o normal é 3,25 metros. O nível do Rio São Sebastião do Caí, na Serra Gaúcha, já chega a 6,52 metros.   Chuvas de Granizo   O Departamento Estadual de Defesa Civil (Dedc) de Santa Catarina tem registrado desde a última sexta  ocorrências de danos em 11 municípios devido a ventanias e queda de granizo. As cidades de Vargem, Erval Velho e São José do Cerrito decretaram situação de emergência. Também registraram danos, provocados por granizo, os municípios de Mondaí, Papanduva, Joinville, Ipumirim, Irani, Capinzal e Arabutá. Caçador registrou ocorrência, porém devido a um forte vendaval que atingiu o município, ontem, deixando 147 residências danificadas.   Em Vargem, 450 residências ficaram danificadas; aproximadamente, 1,6 mil pessoas desalojadas; e 130 sofreram ferimentos leves. Em Erval Velho, 24 residências ficaram danificadas e 380 pessoas foram afetadas. Em São José do Cerrito, 250 residências foram danificadas e 1016 pessoas desalojadas.  

Mais conteúdo sobre:
Chuva de granizo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.