Werther Santana/AE
Werther Santana/AE

Cidades em situação de emergência chega a 48 em Santa Catarina

Governo federal anunciou liberação de R$ 13 milhões para ajudar cidades afetadas pelas chuvas

Marcela Bourroul Gonsalves, estadão.com.br

12 Setembro 2011 | 16h32

SÃO PAULO - O número de cidades em situação de emergência por causa das chuvas que atingiram Santa Catarina na última semana subiu para 48, segundo boletim divulgado pela Defesa Civil na tarde desta segunda-feira, 12. Há ainda nove municípios que decretaram calamidade pública, entre eles Aurora, Agronômica, Brusque, Ituporanga, Presidente Getúlio, Rio do Sul, Laurentino, Lontras e Taió.

Ao todo, a Defesa Civil calcula que haja 977.140 afetados. Desses, cerca de 161 mil estão desalojados (pessoas que foram para casa de parentes ou amigos) e outros 15,3 mil estão desabrigados (pessoas que necessitam de abrigo temporário). Ao todo, foram registrados três óbitos. Em Guabiruba, um idoso estava trabalhando no telhado de sua casa quando a estrutura desabou. Em Itajaí, um homem de 50 anos morreu afogado. Em Laurentino, um rapaz de 19 anos morreu após tocar em uma rede elétrica de alta tensão.

Ajuda. O governo federal, através do Ministério de Integração Nacional, anunciou nesta segunda-feira que irá liberar R$ 13 milhões para as cidades atingidas pelas enchentes em Santa Catarina.

Na última sexta-feira, foram liberadas cerca de cinco mil cestas de alimentos para as comunidades atingidas na região, totalizando oito mil cestas já enviadas desde o dia 1 de setembro.

Segundo a Defesa Civil estadual, cada cesta pesa 24,3 kg e contém arroz, feijão, farinha, óleo, açúcar, sardinha, rosquinha de coco, macarrão e leite em pó, suficiente para atender uma família de cinco pessoas por aproximadamente 15 dias.

Os municípios mais afetados também receberão do Ministério da Saúde três toneladas de medicamentos e insumos usados em caso de calamidade, incluindo antibióticos, analgésicos, sais para reidratação e ataduras, entre mais de trinta itens para primeiros socorros. No total, segundo o Ministério, o material pode atender 18 mil pessoas durante um mês, beneficiando 91 municípios atingidos por inundações, enxurradas e deslizamentos de terra. Enviada por helicóptero, a primeira remessa de uma tonelada e meia chega a Santa Catarina na madrugada desta terça, 13, e a outra parte chega durante o dia.

Texto atualizado às 18h02 para acréscimo de informações

Mais conteúdo sobre:
chuvas Santa Catarina enchentes vítimas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.