Cidades gaúchas castigadas por chuva pedem ajuda federal

Comitiva irá a Brasília pressionar pela liberação de R$ 162 milhões; temporais afetaram mais de 17 mil moradores

Solange Spigliatti, do estadao.com.br ,

03 de dezembro de 2009 | 09h46

A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), se reuniu na tarde de quarta-feira, 2, com prefeitos e representantes dos 128 municípios em situação de emergência para divulgar ações de ajuda do governo em função dos temporais que atingiram o Estado dos últimos dias.

 

Veja também:

linkMEC vai repassar verba para escolas do RS afetadas por chuvas

 

O encontro definiu a elaboração de um relatório parcial sobre a situação das cidades e a contabilização das perdas e necessidades de cada uma, que será entregue nesta quinta-feira, 3, em Brasília. Uma comitiva gaúcha baterá às portas dos ministérios das Cidades e da Integração Nacional para acelerar a liberação dos R$ 162 milhões prometidos no sábado, 28, pelo governo federal.

Ao todo, as chuvas dos últimos dias deixaram 4.039 moradores desabrigados (que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos) e 13.381 desalojados (que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares). Foram danificadas 15.285 casas e destruídas 328. Até o final da tarde de quarta, oito pessoas haviam morrido em razão das chuvas.

 

Uruguaiana

 

Um temporal com ventos de 85 km/h na região de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, deixou estragos na região na manhã de quarta, segundo informações do governo estadual. Várias árvores caíram sobre residências e rede elétrica, deixando a cidade sem energia elétrica por cerca de três horas.

 

Em Caxias do Sul, foram registrados destelhamentos de prédios públicos e privados e deslizamento de terra, em função do temporal que atingiu a região. Os municípios de Farroupilha, Cruz Alta, Uruguaiana e Santo Cristo também registraram fortes ventos e equipes da Defesa Civil estão levantando os danos causados na região.

 

Estradas

 

As chuvas provocaram estragos em rodovias federais do Estado. Estão interditadas as rodovias BR-386 e BR-158. Em Santana do Livramento, no km 537,5 a rodovia BR-158 está em meia pista por rompimento de bueiro. Em Frederico Westphalen, no km 22 da BR-386, o tráfego segue em meia pista devido à queda de barreira.

 

Entre Uruguaiana e Itaqui, no km 513 da BR-472, a água sobre ponte sobre o Rio Ibicuí subiu, comprometendo a segurança. O trecho está interditado e não há desvios alternativos. O trecho da BR-116, em Picada Café, está totalmente interditado por motivo de escorregamento na pista. Existe um desvio no local pela VRS-865.

 

No trecho em Capão do Leão, da BR-116, está totalmente interditado na ponte sobre o Arroio Fragata. O desvio está sendo feito por vias municipais. E no trecho em Vila Cristina está em meia pista, com sinalização no local.

 

Texto atualizado às 12h05.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvaRSYeda Crusiusprefeitos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.