Cientista japonesa é esfaqueada na praia de Copacabana

A cientista japonesa Yoshyko Magoshi, de 61 anos, foi esfaqueada ao ser assaltada por um grupo de adolescentes nas areia da Praia de Copacabana, em frente ao Copacabana Palace, na noite de sexta-feira. Apavorada, Yoshiko correu em direção à pista da Avenida Atlântica e foi atropelada. Ela e o marido haviam chegado ao Rio no mesmo dia.A cientista sofreu perfuração do intestino, provocada pela facada, e foi operada no Hospital Municipal Miguel Couto, onde está internada na Unidade de Tratamento Semi-intensiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.