Cinco clandestinos são obrigados a desembarcar em Santos

Cinco africanos que pretendiam seguir para os Estados Unidos e viajavam clandestinamente no navio Bohinj tiveram de desembarcar hoje no Porto de Santos. Eles foram encaminhados à Polícia Federal e, depois dos depoimentos, foram encaminhados para um hotel da cidade, onde aguardam, incomunicáveis, a repatriação, que deverá ocorrer dentro de 20 dias aproximadamente.Eles têm entre 18 e 24 anos e escaparam de serem pegos no porto de Duala: depois de zarpar, o navio ficou fundeado na barra para vistoria em busca de clandestinos. Doze foram encontrados e os cinco conseguiram iludir a fiscalização. Só foram descobertos durante a viagem, quando estavam com muita fome e sede.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.