Cinco irmãos são assassinados em Pernambuco

Cinco irmãos foram assassinados com tiros de espingarda na cabeça, ontem, na fazenda Curral do Meio, onde moravam e trabalhavam, na zona rural de Belém do São Francisco, no sertão de Pernambuco. Três deles foram torturados antes de morrer. Os motivos ainda não foram apurados. Segundo a Polícia Militar, quatro homens vestindo calças camufladas e coletes pretos com emblema da polícia chegaram ao local e fizeram reféns Firmino Teles da Silva, de 21 anos, Antonio Marcos da Silva, 23, e José Paulo da Silva, 25, na tarde de terça-feira.Depois, os policiais levaram os jovens até à casa da mãe, Djalmira Maria da Silva, e por fim à casa de Edvaldo da Silva Menezes, 33 anos, o irmão mais velho. Toda a família morava na fazenda, em casas próximas. Edvaldo não estava no local, mas os homens permaneceram ali com os reféns, que foram amarrados e torturados.Na madrugada de ontem, os criminosos telefonaram para Edvaldo dizendo que sua mãe havia morrido. Edvaldo estava com o irmão Vadecí, 27 anos, e os dois foram imediatamente ao local. Quando chegaram em frente à casa, foram baleados à queima-roupa. O delegado Justiniano Dias Júnior, que investiga o caso, não tem pistas sobre o motivo do crime, classificado por ele de "bárbaro".Segundo Dias, em princípio a chacina não tem vinculação com tráfico de drogas, já que Belém do São Francisco integra o chamado polígono da maconha, nem com briga de clãs - as famílias Araquan e Benvindo têm uma richa antiga na área. Ele disse que as primeiras informações são de que os irmãos eram gente pacata que vivia da agricultura e criação de animais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.