Cinco mortos e 76 feridos em acidentes de trânsito no Rio

Cinco pessoas morreram e pelo menos 76 ficaram feridas nesta terça-feira em três acidentes de trânsito. O primeiro aconteceu na Rodovia Washington Luiz, que liga o Rio à Região Serrana, e envolveu três caminhões e dois ônibus. Trinta e seis pessoas ficaram feridas.Van e caminhãoNa Estrada São Vicente de Paulo, que leva a Araruama, na Região dos Lagos, uma van e um caminhão de hortaliças bateram de frente. Cinco pessoas morreram na hora. Os bombeiros de Araruama informaram que, por volta de 7h30, a van, que saía lotada do distrito de São Vicente de Paulo, chocou-se com o caminhão, que vinha na direção oposta. O motorista da van, Luis Cláudio da Silva, de 33 anos, Edenir Dias, 41, sua filha Assuscena, de 12, Ercílio Marques, de 28, e um passageiro não identificado, morreram presos nas ferragens.Dez feridos, sete em estado muito grave, foram internados no Pronto-Socorro de Araruama e outras duas pessoas foram levadas para o Posto de Saúde de São Vicente de Paulo.Choque de 2 ônibusNo mesmo horário, um acidente envolvendo dois ônibus (das Viações Regina e União) e três caminhões, um deles de reboque, deixou 36 pessoas feridas, seis em estado grave, na Rodovia Washington Luiz, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense. A Companhia de Concessão Rodoviária Juiz de Fora-Rio (Concer), que administra aquele trecho, e os bombeiros enviaram ambulâncias para prestar os primeiros socorros às vítimas. Os mais graves foram levados ao Hospital Getúlio Vargas, na Penha, zona norte do Rio. Nove receberam atendimento no Hospital Geral de Saracuruna, em Duque de Caxias, e as outras 21, levemente feridas, foram liberadas.Microônibus bate em postePor volta de 14h30, um microônibus com turistas estrangeiros e brasileiros se chocou contra um poste e tombou na Estrada das Canoas, em São Conrado, zona sul do Rio. Segundo os bombeiros, nenhum deles se feriu com gravidade. Nove foram atendidos no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, zona oeste, e 19 foram levados para o Hospital Miguel Couto, no Leblon, zona sul. Entre os turistas, havia franceses, alemães e ingleses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.