Cinco peemedebistas assinam pedido de CPI da Corrupção

Cinco deputados do PMDB assinaram o requerimento de abertura de uma CPI para investigar os escândalos de corrupção no governo. São eles Nelson Bornier (RJ), Raul Henry (PE), Valdir Colatto (SC), André Zacharow (PR) e Almeida Lima (SE). As assinaturas aparecem no Blog da CPI da Corrupção (cpidacorrupcao.blogspot.com) criado pela oposição.

Andrea Jubé Vianna, O Estado de S.Paulo

17 Setembro 2011 | 00h00

Na quinta-feira, Dilma definiu o PMDB como "aliado fundamental" de seu governo, durante encontro do partido e agradeceu "a lealdade" dos peemedebistas.

O líder do partido, Henrique Eduardo Alves (RN), não liberou a bancada para apoiar a CPI e trabalha pela retirada das assinaturas. O vice-líder, Eduardo Cunha (RJ), minimizou o apoio dos dissidentes: "São apenas cinco".

Há duas semanas, Cunha divulgou manifesto defendendo a entrega dos cargos do partido no governo e exortando a bancada fluminense a seguir suas "convicções" quanto à CPI.

Segundo ele, os peemedebistas que assinaram a CPI são ligados ao PSDB. Bornier pediu votos para José Serra em 2010. Igual explicação se aplicaria a Henry e Colatto. Henry será candidato à Prefeitura do Recife em 2012 com apoio do PSDB, DEM e PPS. Almeida Lima está de mudança para o PPS. E Zacharow teve o nome envolvido nas investigações de desvios no Ministério do Turismo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.