Jósé Patrício/Estadão
Jósé Patrício/Estadão

Cineasta Eduardo Coutinho será enterrado nesta tarde, no Cemitério São João Batista

Documentarista foi assassinado a facadas em sua casa na manhã de domingo, na zona sul do Rio; filho é principal suspeito

Marcelo Gomes, O Estado de S. Paulo

03 de fevereiro de 2014 | 09h58

RIO - O corpo do cineasta Eduardo Coutinho, de 80 anos, assassinado a facadas na manhã de domingo, 2, em sua casa, na Lagoa, zona sul do Rio de Janeiro, será enterrado nesta segunda-feira, 3. O velório começou às 10h, na capela 3 do Cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul. O enterro está previsto para as 16h.

Apontado pela polícia como o autor do crime, Daniel Coutinho, de 42 anos, filho do cineasta, será ouvido nesta segunda-feira por um psicólogo da Polícia Civil no Hospital Municipal Miguel Couto, onde permanece internado. Ele sofreu duas facadas no abdome. Indiciado por homicídio e tentativa de homicídio, ele está sob custódia policial.

A polícia investiga se ele atacou o pai e a mãe, Maria das Dores Oliveira Coutinho, de 62 anos, durante um surto psicótico. Atingida por cinco facadas, a mulher foi operada. Ela e o filho estão na unidade intermediária. O estado de saúde dos dois inspira cuidados.

Mais conteúdo sobre:
Eduardo Coutinhoenterrovelório

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.