Cinzas do vulcão chileno voltam a cancelar voos para a Argentina

Voo da Aerolíneas Argentinas de São Paulo para Buenos Aires foi cancelado

João Paulo Carvalho , estadão.com.br

27 Julho 2011 | 09h08

SÃO PAULO - As cinzas do vulcão chileno Puyehue voltaram a provocar problemas nos voos destinados à Argentina na manhã desta quarta-feira, 26. A Aerolíneas Argentinas afirmou, em nota, que manterá suspensas suas operações até constatação por parte da autoridade aeronáutica de ausência das cinzas no espaço aéreo. Dois voos do Rio de Janeiro e um de São Paulo para Buenos Aires foram cancelados. A companhia disponibilizou em seu site a relação dos voos que foram cancelados ou reprogramados por causa das cinzas vulcânicas.

 

A Pluna registrou três cancelamentos. Dois que partiriam de Montevidéu, capital do Uruguai, para Buenos Aires, e um que faria a rota contrária. A empresa afirma que as operações no Brasil ainda não foram afetadas. Em nota a companhia uruguaia informou que a decisão de cancelar os voos foi tomada para atender os informes oficiais sobre a situação das cinzas na rota de voo da empresa, como instruções de operação do fabricante das aeronaves.

 

A Gol informou que, durante a madrugada, dois voos entre os aeroportos de Guarulhos e Aeroparque Jorge Newbery, em Buenos Aires, precisaram ser alternados para o Aeroporto Internacional Ministro Pistarini, também na capital argentina. Às 11h da manhã, o voo que partiu de Guarulhos, foi desviado para Ezeiza, em decorrência dos trabalhos de limpeza da pista do Aeroparque. Por volta das 14h a companhia não registrava mais problemas nos voos.

 

A TAM precisou apenas desviar um voo que sairia do Aeroparque e acabou decolando de Ezeiza.

 

Atualizada às 14h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.