AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Círio de Nazaré reúne mais de 2 milhões em Belém

Um rio de gente num oceano de fé. A maior manifestação católica do mundo ocidental, o Círio de Nazaré, que acontece há 212 anos, levou para as ruas centrais da capital paraense mais de 2 milhões de romeiros de várias partes do Brasil e do exterior, segundo cálculos do Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas Sócio-Econômicas (Dieese) e da Polícia Militar do Pará. O arcebispo de Belém, Dom Vicente Zico, com 77 anos e apresentando problemas de saúde, não foi até a Praça Santuário para receber a imagem e rezar a missa de encerramento da procissão.Por mais de nove horas, os devotos acompanharam a procissão em seus 4,5 km de percurso da Catedral da Sé até a Basílica de Nazaré, fazendo pedidos de emprego, saúde e paz, além de pagar suas promessas à Nossa Senhora de Nazaré por graças alcançadas. Helicópteros da FAB lançaram pétalas de rosas sobre a multidão, que emocionada erguia as mãos para os céus.Mais de cinco mil promesseiros, descalços e suados, disputavam cada centímetro da corda de 420 metros o símbolo máximo do sacrifício físico e da demonstração da fé católica na santa, atrelada à berlinda com a imagem da padroeira dos paraenses, superavam o cansaço e a dor com cânticos e orações. Cerca de 12 mil voluntários da Cruz Vermelha, Defesa Civil e estudantes das escolas públicas e privadas de Belém se uniram aos militares das Forças Armadas, socorrendo pessoas que passavam mal e fazendo a distribuição de água aos romeiros sob um calor escaldante de 36 graus.

Agencia Estado,

10 de outubro de 2004 | 16h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.