Cirurgião confessa que esquartejou amante

A polícia tenta prender o médico Farah Jorge Farah, de 53 anos, acusado de matar e esquartejar Maria do Carmo Alves, de 46 anos, que seria amante dele. O assassinato aconteceu nacobertura de um prédio localizado na zona norte da cidade.Farah ligou hoje pela manhã para uma sobrinha para contar que matou Maria e que seu corpo estava no porta-malas do seu carro. O corpo de Maria foi encontrado sem as vísceras e sem as mãos.Maria, casada com um porteiro, era amante Farah havia mais de 20 anos. Era também paciente. Farah já a operou várias vezes. No ano passado, Farah apresentou queixa contra Maria por assédio.Ao saber do crime, familiares de Farah o internaram em uma clínica na Granja Julieta. Segundo o médico que examinou Farah, ele não poderá deixar o lugar por apresentar tendência ao suicídio. A polícia faz plantão na porta da clínica esperando para prender Farah em flagrante. O delegado que investiga o caso trabalhou em um dos crimes de Chico Picadinho, apelido de Franscisco Costa Rocha, famoso criminoso que matou e esquartejou duas mulheres em 1966 e 1974.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.