Cirurgião que esquartejou amante está preso

o cirurgião plástico Farah Jorge Farah, que confessou ter assassinado e esquartejado Maria do Carmo, foi transferido da clínica psiquiátrica em que havia se internado para o 13º DP ? Casa Verde, na madrugada desta terça-feira. Antes deixar a clínica, Farah disse informalmente ao delegado que, no dia do crime, Maria do Carmo o ameaçou com uma faca e que reagiu para se defender. Ele afirmou não se lembrar de como matou a vítima. A transferência aconteceu depois que o médico particular do criminoso atestou sua plena sanidade mental. O marido de vítima disse que o casal era apenas amigo e que ambos, há 10 anos, freqüentavam a mesma igreja adventista. O delegado que investiga o caso diz que o fato dele ter avisado à família de que cometeu o crime não alivia a gravidade de seu ato. Ainda não foram localizadas as mãos e as víceras da vítima. As informações são da Globonews.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.