Claudinei, o ?homem-aranha? , terror dos trens, foi preso

Claudinei é extremamente ágil. Sempre vestindo um gorro tipo ninja, pendurava-se no teto dos trens e, de cabeça para baixo, atacava as mulheres que estavam sentadas nas últimas janelas dos carros. Em seguida, voltava para a composição já sem o disfarce, passando-se por usuário. Calcula-se que seja responsável por mais de 100 roubos.Mas, sexta-feira, Caludinei dos Santos Lira Flor, de 18 anos, que para os usuários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos transformou-se no ?homem-aranha?, praticou seu último furto, pelo menos por um bom tempo. Ele foi preso por Uma agente de segurança da CPTM, na Estação Santa Terezinha, da Linha B (Julio Prestes-Itapevi) após denúncia de uma passageira, que teve a bolsa furtada no interior de uma composição, entre as estações Barueri e Antônio João. Com a descrição do acusado, a agente de segurança pôde identificá-lo sentado n o primeiro carro do trem. De acordo com a polícia, o jovem chegava a cometer de três a quatro roubos durante a semana, agindo entre as estações Lapa e Comandante Sampaio e depois da Estação Santa Terezinha para frente, sempre entre as 18h e 21h. Depois de reconhecido, o Claudinei foi encaminhado para o 1º Distrito Policial de Itapevi, onde confessou outros casos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.