Clínica vai indenizar paciente que teve diagnóstico errado

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenou uma clínica do Rio de Janeiro a indenizar em R$ 80 mil por danos materiais e em 200 salários mínimos (R$ 52 mil) por danos morais uma paciente que recebeu um diagnóstico errado.Em 1997, após ter sofrido diariamente com vômitos, diarréia, calafrios, asfixia, febre e dor abdominal, Cláudia Renata de Baldaque Danton Coelho fez exames na Clínica Radiológica Luiz Felippe Mattoso que indicaram um processo imuno-alérgico ocasionado por rejeição a clipes metálicos encontrados na região da bacia.Com esse diagnóstico, Cláudia voltou para casa, mas sofreu durante 27 dias, quando fez uma radiografia que mostrou um quadro grave de apendicite aguda, o que determinou a realização de uma cirurgia de emergência. O exame anterior informava que a paciente não tinha apêndice.Ao julgar o caso, os ministros da 3ª Turma do STJ decidiram por unanimidade determinar o pagamento da indenização.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.