Clubes e atletas se mobilizam para ajudar vítimas das chuvas no Rio

Alguns pedem donativos, outros fazem doações e um terceiro grupo faz apresentações em prol dos afetados

Valéria Zukeran, O Estado de S. Paulo

18 de janeiro de 2011 | 17h18

A tragédia nas cidades serranas do Rio comoveu o meio esportivo como há muito não se via. Tão logo as informações do grande número de mortos e desabrigados em Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo e região se espalharam, atletas começaram a mobilização para ajudar. Alguns pedem donativos, outros fazem doações e um terceiro grupo faz apresentações em prol das vítimas.

 

Veja também:

linkChega a 685 o número de mortos no Rio

linkTemporal mudou a geografia da região

linkExército começa a erguer pontes provisórias

linkMoradores cogitam voltar a construir em área arrasada

linkGoverno lança sistema de alerta que já deveria estar pronto

blog Gabeira: Faltaram projetos e decisão política

mais imagensGALERIA - Grandes imagens da tragédia

mais imagensGALERIA 2 - Imagens de destruição e desespero

 

O futebol procura dar sua parcela de contribuição. O São Paulo vai receber doações até sexta-feira, no portão 1 do Estádio do Morumbi. Serão aceitos os seguintes itens: água, leite em pó, feijão, arroz, macarrão, óleo de cozinha, roupas, fraldas descartáveis, colchonetes, materiais de higiene e limpeza além de cobertores.

 

O Santos FC promove o leilão de três camisas para ajudar as vítimas das chuvas . As peças são a tradicional 3 do lateral esquerdo Léo, autografada por todo o elenco masculino e com o logo da WWF-BRasil; a camisa da recém-eleita melhor jogadora do mundo, Marta, utilizada na final do Mundialito, sábado, com as assinaturas de todas as Sereias; e uma camisa da seleção brasileira sub-20, do craque Neymar, com autógrafos do elenco que disputará o Pré-Olímpico no Peru.

 

O leilão no portal Mercado Livre (www.mercadolivre.com.br) termina dia 27. O lance inicial é de R$ 3 mil. O vencedor poderá vir até Santos receber os prêmios das mãos do elenco santista, no CT Rei Pelé, e também poderá assistir a uma partida do Santos com acompanhante ao lado do presidente do Clube, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, no camarote da presidência.

 

O site de compras coletivas OfertaX tem como garoto propaganda o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho. A cada doação mínima de R$ 5,00 até o dia 26, o internauta ganha uma foto autografada do craque do Flamengo e da seleção. Todo o dinheiro arrecadado será doado para a fundação Viva Rio.

Em Campinas, a Ponte Preta anuncia que fará amistoso contra o Paulínia Futebol Clube. O ingresso poderá ser adquirido com um quilo de alimento não perecível. O evento será domingo, às 10 horas no Estádio Luiz Perissinoto, no centro de Paulínia. Quem quiser, também poderá levar roupas para doação.

 

Nos últimos dias, o Palmeiras recebeu doações em seu centro de treinamento. A iniciativa foi encerrada e serão enviadas às vítimas oito toneladas de produtos. No Rio, o Vasco arrecadou cinco toneladas de mantimentos para as vítimas das enchentes no amistoso contra o Cerro Porteño, sábado. O Botafogo arrecadou duas toneladas no amistoso contra o Democrata, no Engenhão, domingo.

 

O vôlei também vai dar sua parcela de contribuição. Na rodada de 28 a 30 de janeiro todas as equipes mandantes vão arrecadar donativos para as vítimas das enchentes. Em Osasco, por meio do twitter, as jogadoras do Sollys/Osasco, Natália e Adenízia, iniciaram uma campanha para arrecadar doações. O time joga amanhã, às 19h30, e sábado, às 11 horas, no Ginásio José Liberatti e as pessoas que puderem ajudar poderão trazer suas doações e assistir mais duas partidas do atual campeão da Superliga.

 

"Nós somos pessoas influentes, conhecidas e podemos ajudar muito. Acredito que esse gesto que eu e a Natália tivemos de comunicar nossos fãs, pedindo ajuda já é muito importante. Se cada um fizesse sua parte iria ajudar bastante", afirma a central Adenízia.

 

Em Araçatuba, o Vôlei Futuro vai enfrentar o Unilever no Ginásio Plácido Rocha, às 12 horas. O técnico da seleção brasileira masculina de vôlei e da Unilever, Bernardinho, representando o Rio, receberá um cheque simbólico no valor de R$ 10.000,00 que beneficiará as vítimas da região serrana do Rio. O time carioca, por sua vez, arrecadou 3,5 mil itens em seu último jogo da Superliga.

 

Joycinha, do Vôlei Futuro, ressaltou a importância de poder contribuir através do esporte. "Sinto como se fossem pessoas que conheço, estamos muito mobilizados com a situação, queremos ajudar da melhor forma possível. Ano passado, quando treinava pelo Unilever, o ginásio ficou alagado e ficamos desesperadas (várias jogadoras passaram a noite presas no Maracanãzinho), foi muito triste."

 

Amanhã, será realizado no Parque Aquático Júlio de Lamare, complexo esportivo do Maracanã, um evento que vai reunir atrações ligadas aos esportes aquáticos. A programação começa a partir das 13 horas, polo aquático e apresentações de saltos ornamentais. Às 17 horas, haverá o a apresentação da seleção russa de nado sincronizado, pentacampeã mundial e tricampeã olímpica, que se exibirá junto com as seleções brasileiras adulta e júnior

 

A entrada será gratuita e caminhões estarão recolhendo água mineral, material de limpeza (vassouras, água sanitária, sabão em pó, etc), artigos de higiene pessoal (fraldas, sabonetes, escovas e pastas de dentes, entre outros), e alimentos não perecíveis (arroz, feijão, açúcar, sal, macarrão, leite em pó, etc).

 

Quem não puder comparecer ainda poderá fazer doações no Rio na sede do Comitê Olímpico Brasileiro e o Comitê Organizador Rio 2016. O posto funciona de 8 às 18 horas, na Avenida das Américas, 899, Barra da Tijuca. A secretaria de estado de Esportes do Rio também criou pontos de arrecadação no portão 12 A do Ginásio do Maracanãzinho e no Estádio Caio Martins, em Niterói. O funcionamento é das 8 às 20 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.