CNA inaugura gabinete para defender ruralistas

Em reação aos atos do MST, especialmente as invasões de terra, que são intensificadas por todo o País no chamado "abril vermelho", a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) instalou ontem um escritório voltado para a defesa dos direitos dos proprietários rurais atingidos. Denominado gabinete de crise, o escritório conta com técnicos especializados e advogados, que devem atuar em conjunto com as federações estaduais de agricultura e pecuária.

, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2010 | 00h00

O novo gabinete da CNA faz parte da campanha Vamos Tirar o Brasil do Vermelho - Invasão É Crime, lançada na semana passada pela presidente da entidade, a senadora Kátia Abreu (DEM-TO). No decorrer desta semana também deve ser lançado um boletim diário com informações sobre as invasões, pedidos de reintegração de posse e decisões judiciais.

Na semana passada a senadora também encaminhou ao governo um pedido para que as ações dos movimentos de sem-terra sejam monitoradas pela polícia, com intuito de prevenir as invasões. Segundo ela, as ações do MST continuam anos após ano devido à impunidade. / R.A

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.