FOTO DIVULGACAO
FOTO DIVULGACAO

CNH virtual deve ser implantada pelos Detrans até fevereiro

Nova resolução do Contran antecipa a produção da CNH digital

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

16 Agosto 2017 | 17h53

SÃO PAULO - Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e) deverá ser implantada até 1º de fevereiro de 2018, segundo resolução publicada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) nesta quarta-feira, 16.

A novidade entraria em vigor a partir de fevereiro de 2018, mas o novo texto exige dos órgãos executivos de trânsito dos Estados e do Distrito Federal a mudança até essa data.

O documento em arquivo virtual poderá ser acessado por meio de um aplicativo para celulares e terá o mesmo valor jurídico da CNH impressa. 

Segundo o Ministério das Cidades, a CNH virtual é opcional, o condutor poderá escolher a versão eletrônica ou impressa.

De acordo a pasta, a possível cobrança do documento digital ficará a cargo dos Detrans, que já determinam os valores das taxas da CNH impressa.

Ainda segundo o Ministério, o documento eletrônico tem tecnologia para suportar sistema criptográfico que assegura a validade do documento.

Como solicitar o documento digital

- Após baixar o aplicativo CNH-e que estará disponível para download (Apple Store e Google Play) a partir de fevereiro próximo.

- O condutor deve ter um certificado digital (Serpro), ou se cadastrar em um posto do Detran. 

- Fazer cadastro no Portal de Serviços do Denatran (portalservicos.denatran.serpro.gov.br)

- Se tiver cadastro no Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), não precisa se cadastrar novamente. Mas deve solicitar CNH-e pelo portal do Denatran com mesma senha do cadastro SNE.

- Fazer "login" no aparelho que utilizará a CNH digital. Criar PIN (4 dígitos) para primeiro acesso e visualizar, posteriormente, o documento.

- Ter a nova CNH impressa com QR Code.

O que fazer em caso de roubo do celular

O usuário poderá bloquear o documento. Se tiver certificado digital, poderá solicitar o bloqueio remoto no Portal de Serviços do Denatran. Caso contrário, terá que ir até algum posto do Detran. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.