AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Cohab-SP estuda perdoar 50 mil dívidas

Cerca de 50 mil dos 100 mil mutuários da Companhia Metropolitana de Habitação (Cohab) da capital paulista poderão ter anistia para o saldo devedor em contratos assinados até 31 de dezembro de 1987, e que têm cobertura pelo Fundo de Compensação de Variações Salariais (FCVS). O anúncio da anistia do saldo devedor foi feito hoje pela prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), e pelo presidente da Cohab paulistana, Ricardo Schumann.O saldo devedor médio dos 50 mil mutuários que poderão vir a ser beneficiados é de R$ 22 mil, sendo que a prestação média é de R$ 70, segundo informou a diretora financeira da Cohab, Suely Muniz.De acordo com ela, atualmente, apenas 20 mil mutuários podem ser beneficiados de imediato, já que não estão inadimplentes, tendo apenas dívidas futuras, ou seja, prestações que ainda vão vencer. Os outros 30 mil primeiro terão de renegociar e pagar prestações vencidas para, aí, serem inseridos no programa de anistia do saldo devedor.A diretora financeira da Cohab-SP explicou que o perdão da dívida futura será possível pela cobertura do FCVS, o que significa que a empresa vai trocar o crédito do fundo por títulos da dívida pública, com prazo de 30 anos. Esse títulos, de acordo com Suely, serão repassados para a Caixa Econômica Federal (CEF) para o pagamento do financiamento dado à Cohab para a construção das casas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.