Colégio demite diretor acusado de pedofilia

A direção do Colégio Divino Salvador anunciou que Ayrton Miguel Vaz, diretor de marketing, foi desligado da instituição. A escola diz ter ficado surpresa e perplexa com a notícia do envolvimento de Vaz com pedofilia e esclarece que ele exercia uma função distante dos alunos. Ayrton Vaz foi colocado, nesta tarde, em uma cela do X-20, onde ficam os presos do "seguro" da Cadeia Pública de Jundiaí, com pessoas juradas de morte e estupradores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.