Ronaldo Bernardi/Agência RBS
Ronaldo Bernardi/Agência RBS

Colégios da rede Marista em Porto Alegre reforçam segurança após suposta ameaça de atentado

Medida foi tomada em cinco colégios e 12 unidades do grupo após mensagem circular em rede social

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2019 | 11h56

SÃO PAULO - Após ameaças de um suposto atentado em escolas da rede Marista, divulgadas em redes sociais na noite desta quarta-feira, 27, os colégios do grupo em Porto Alegre (RS) amanheceram nesta quinta-feira, 28, com reforço na segurança.

Uma imagem com ameaças de ataque circulou em grupos de WhatsApp e deixou professores, pais e alunos preocupados na noite desta quarta-feira. 

Na imagem, a mensagem dizia que o autor está "cheio desses macacos do RS, dia 28 irão presenciar o maior troll no colégio marista em porto alegre. Alguém me venderia ou doaria balas para um bem maior, quando irei entrar na minha escola e matarei o máximo de pessoas possível e tirarei a minha vida seguido de uma bala na boca", escreveu.

Em nota, a rede Marista informou que assim que a instituição recebeu as informações, prontamente acionou os órgãos de segurança pública para que tomassem as medidas cabíveis.

Segundo o grupo, a Brigada Militar já se comprometeu e reforçou a segurança em cinco colégios e 12 unidades sociais da rede Marista. As aulas não foram suspensas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.