Colisão de trens mata 1 no interior de SP

A colisão frontal de dois trens da Ferroban, no início da tarde deste domingo em Guará, na região de Ribeirão Preto, provocou um grande incêndio e a morte de uma pessoa. O acidente ocorreu no pátio da empresa ferroviária, perto da Rodovia Anhangüera. A causa do acidente ainda será investigada. Uma composição com 35 vagões carregados de óleo para caldeira, que seguiria para Uberaba (MG), estava parada no pátio aguardando que passasse outra composição, também com aproximadamente 35 vagões carregados de fosfato e milho, cujo destino era o Porto de Santos. Porém, com o desvio não acionado por algum motivo, houve o choque.O maquinista do trem que seguiria para Santos, Adalberto Silva de Ribeirão Preto, morreu carbonizado. Outras três pessoas conseguiram pular dos vagões antes do impacto. Com a colisão, sete locomotivas foram destruídas pelo incêndio após a explosão. Outros três vagões também descarrilaram e foram danificados.Para conter o incêndio, bombeiros de Franca e Orlândia tiveram a ajuda das brigadas de incêndio da própria Ferroban e de algumas usinas de cana de açucar. O incêndio foi contido aproximadamente às 17 horas e os destroços dos dois trens devem ser retirados do local nesta segunda-feira.

Agencia Estado,

28 de outubro de 2001 | 23h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.