Com 16%, SP tem umidade do ar mais baixa do ano

São Paulo registrou ontem a umidade do ar mais baixa do ano. Às 17 horas, a estação de medição automática do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) no Mirante de Santana, zona norte, marcou 16%. O recorde anterior, de 19%, havia sido em 29 de julho. No ano passado, a umidade mais baixa, de 15%, foi registrada em agosto. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE), a umidade média variou de 16% a 25% entre os bairros. A Organização Mundial de Saúde indica que 30% é o índice mínimo para evitar danos à saúde. As temperaturas continuam elevadas. A máxima registrada pelo Inmet em São Paulo foi 28,9°C. Os termômetros do CGE registraram 30,4°C no Tremembé, zona norte. André Madeira, da Climatempo, explica que uma massa de ar seco sobre a região Sudeste dificulta a chegada de uma frente fria que baixe a temperatura e deixe o ar mais úmido. "Nesta época do ano, são as frentes frias que trazem umidade. Enquanto não chegam, o predomínio é de tempo seco." A situação só deve mudar a partir da amanhã à tarde, com a chegada de uma frente fria ao litoral que deve baixar a temperatura e elevar o índice de umidade. A previsão é de pancadas de chuva com intensidade fraca ou moderada no final do dia. "Não há previsão de chuva forte", diz Madeira. No sábado, segundo o meteorologista, o tempo deve ficar nublado. A temperatura deve oscilar de 14°C a 21°C. O domingo deve amanhecer nublado, com sol fraco e chuva fraca. A temperatura mínima será de 12°C, e máxima, de 22°C.

Humberto Maia Junior, O Estadao de S.Paulo

21 Agosto 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.