Com ajuda do FBI, hacker do Brasil é preso na Holanda

Um hacker brasileiro foi preso ontem na Holanda sob acusações de ciberterrorismo e de fraudes bancárias por meio da internet. Ele teria capturado dados e controlado milhares de computadores, usados para atacar servidores de órgãos públicos e sistema de grandes empresas. Ele negociava a venda desse serviço por 30 mil.A ação foi descoberta pelo FBI, que alertou a Polícia Federal. O hacker era vigiado havia quatro meses e embarcou na semana passada para fechar o negócio na Holanda. Além do brasileiro, cujo nome não foi revelado, um holandês e outro homem foram presos. Foram apreendidos 10 discos rígidos, 4 notebooks e 500 CDs e DVDs. A Justiça Federal expediu mandados de busca e apreensão que foram cumpridos em Taubaté, onde o hacker morava, e em Caraguatatuba, onde tinha uma casa de praia. O hacker, por meio de e-mails ou sites falsos, instalava programas em computadores que ficavam "sob o seu domínio". O dono não percebia que seu computador era usado pelo criminoso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.