Com chuva e 127 incidentes, SP tem lentidão recorde

Motociclista morreu na 23 e 3 faixas ficaram quase 3 horas interditadas

Naiana Oscar, O Estadao de S.Paulo

25 Julho 2009 | 00h00

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou, ontem, o segundo maior congestionamento do ano, ao meio-dia, na capital. A lentidão recorde fora do horário de pico ocorreu principalmente por causa da chuva - que havia provocado no período 23 pontos de alagamento - dez deles nas Marginais do Tietê e do Pinheiros. Além de os motoristas em dias de chuva reduzirem a velocidade, a situação foi agravada com o registro de 127 ocorrências nas vias públicas. Entre 6h e 18h, 27 ônibus, 22 caminhões e 44 carros e motos quebraram no meio da rua. Também ocorreram 34 acidentes nesse período - um deles, fatal. No início da manhã, um motociclista caiu na 23 de Maio, sentido bairro, e morreu depois de ser atropelado por um automóvel. O acidente ocorreu às 6h22, mas três faixas da avenida ficaram interditadas até as 9 horas. Foi quando a lentidão começou a atingir níveis acima do normal. O pico foi atingido às 12 horas, com 106 quilômetros de congestionamento. Na sexta-feira passada, no mesmo horário, os motoristas enfrentaram apenas 58 quilômetros de lentidão e anteontem, 30. O recorde ao meio-dia foi registrado no dia 13 de fevereiro, com 115 quilômetros de congestionamento. Ontem, pela manhã, a Marginal do Pinheiros era a via com o maior trecho de engarrafamento. No sentido Castelo Branco, as pistas local e expressa acumulavam 8,7 quilômetros de congestionamento, entre as Pontes Cidade Jardim e Transamérica. Dos 22 pontos de alagamento mapeados pelo Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), 20 deles continuavam ativos no fim da tarde de ontem, mas não estavam intransitáveis. TARDE A partir das 14 horas, as condições do trânsito começaram a mudar de rumo. Os índices ficaram abaixo do normal para o período. Às 19 horas, 18% das vias monitoradas pela CET estavam com trânsito lento - índice baixo para o horário, que acumula recordes de trânsito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.