Com chuva e 127 incidentes, SP tem lentidão recorde

Motociclista morreu na 23 e 3 faixas ficaram quase 3 horas interditadas

Naiana Oscar, O Estadao de S.Paulo

25 de julho de 2009 | 00h00

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou, ontem, o segundo maior congestionamento do ano, ao meio-dia, na capital. A lentidão recorde fora do horário de pico ocorreu principalmente por causa da chuva - que havia provocado no período 23 pontos de alagamento - dez deles nas Marginais do Tietê e do Pinheiros. Além de os motoristas em dias de chuva reduzirem a velocidade, a situação foi agravada com o registro de 127 ocorrências nas vias públicas. Entre 6h e 18h, 27 ônibus, 22 caminhões e 44 carros e motos quebraram no meio da rua. Também ocorreram 34 acidentes nesse período - um deles, fatal.No início da manhã, um motociclista caiu na 23 de Maio, sentido bairro, e morreu depois de ser atropelado por um automóvel. O acidente ocorreu às 6h22, mas três faixas da avenida ficaram interditadas até as 9 horas. Foi quando a lentidão começou a atingir níveis acima do normal. O pico foi atingido às 12 horas, com 106 quilômetros de congestionamento. Na sexta-feira passada, no mesmo horário, os motoristas enfrentaram apenas 58 quilômetros de lentidão e anteontem, 30. O recorde ao meio-dia foi registrado no dia 13 de fevereiro, com 115 quilômetros de congestionamento.Ontem, pela manhã, a Marginal do Pinheiros era a via com o maior trecho de engarrafamento. No sentido Castelo Branco, as pistas local e expressa acumulavam 8,7 quilômetros de congestionamento, entre as Pontes Cidade Jardim e Transamérica. Dos 22 pontos de alagamento mapeados pelo Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), 20 deles continuavam ativos no fim da tarde de ontem, mas não estavam intransitáveis. TARDEA partir das 14 horas, as condições do trânsito começaram a mudar de rumo. Os índices ficaram abaixo do normal para o período. Às 19 horas, 18% das vias monitoradas pela CET estavam com trânsito lento - índice baixo para o horário, que acumula recordes de trânsito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.