WERTHER SANTANA/ESTADÃO - 10-5-2013
WERTHER SANTANA/ESTADÃO - 10-5-2013

Com frente fria, serras gaúcha e catarinense registram geada

Termômetros em São Joaquim e Urupema (SC) chegaram a marcar 0º. Capital paulista registrou dia mais frio do ano

Sofia Sheldon Patsch, O Estado de S.Paulo

20 Maio 2018 | 19h44

SÃO PAULO - A tão esperada neve ainda não apareceu nas serras gaúcha e catarinense, mas a região amanheceu neste domingo, 20, branca da geada que caiu durante a fria madrugada. Os termômetros em São Joaquim e Urupema, na Serra Catarinense, chegaram a marcar 0º, segundo o Climatempo. Temperaturas negativas são esperadas para a madrugada desta segunda-feira, 21. 

+ Com média de 9,6°C, São Paulo tem madrugada mais fria do ano

O frio atraiu turistas e os hotéis da região mais gelada do Brasil estão com lotação máxima. Existe até um grupo de WhatsApp entre os donos das pousadas de São Joaquim, segundo relato de Mirele Pereira da Silva, gerente do Chalé Alto da Serra. "Nosso telefone tocou o dia inteiro e, pelo que sei, pelas trocas de mensagens do grupo, não há mais local disponível na cidade." Ela ainda disse que o frio demorou para aparecer esse ano. "Geralmente no fim de abril já andamos de cachecol e luvas." 

Em São Paulo, a chegada da frente fria fez os termômetros terem média de 9,6°C, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE). Este domingo foi o dia mais frio do ano na capital paulista. Em bairros afastados do centro, fez ainda mais frio. De acordo com o CGE, os termômetros em Parelheiros e Capela do Socorro, no extremo da zona sul, chegaram a marcar 7°C e 7,5°C, respectivamente. Perus e Freguesia do Ó, na zona norte, registraram 8,9°C. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.