Celso Junior/AE - 13/10/2006
Celso Junior/AE - 13/10/2006

Com problemas respiratórios, Dom Pedro Casaldáliga é transferido em UTI aérea para SP

Bispo emérito da Prelazia do Araguaia é conhecido internacionalmente pela luta por direitos humanos e atuação em prol dos povos indígenas

Lucas Bólico, especial para o Estado

05 de agosto de 2020 | 17h11

CUIABÁ - O bispo emérito da Prelazia do Araguaia, Dom Pedro Casaldáliga, de 92 anos, está internado em UTI na Santa Casa de Batatais, interior de São Paulo, com graves problemas respiratórios. Ele foi transferido de São Félix do Araguaia (MT) para Ribeirão Preto na noite de terça-feira, 4, em UTI aérea, após agravamento dos problemas de saúde, e de lá seguiu para Batatais.

Dom Pedro Casaldáliga passará por novos exames e a equipe médica avaliará a necessidade de cirurgia. Ele fez teste de covid-19 quando ainda estava em Mato Grosso e o resultado foi negativo. De acordo com Frei Davidson, que atua em São Félix do Araguaia, houve uma piora nos últimos dias de problemas de saúde que acometem o bispo há décadas.

Conhecido internacionalmente pela luta por direitos humanos e atuação em prol dos povos indígenas, Casaldáliga estava internado desde a última terça-feira, 27, em um hospital local.

“Como São Félix do Araguaia não tem muita estrutura, a gente acabou discutindo com familiares e achou por bem transferi-lo”, informou Frei Davidson.

Problema antigo, a dificuldade para respirar tem se agravado com o avançar da idade e com a doença de Parkinson. Há anos, Casaldáliga não fala mais e também não consegue andar. Ele vive no interior de Mato Grosso assistido por cuidadores e recebe poucas visitas.

Com a chegada do novo coronavírus, a rotina do bispo se tornou mais fechada. Para evitar a infecção pela covid-19, as visitas foram restringidas.  

Radicado no Brasil desde 1968, Dom Pedro Casaldáliga nasceu na Catalunha, em 16 de fevereiro de 1928. Adepto da Teologia da Libertação, atuou na defesa de minorias no interior no interior de Mato Grosso e sofreu diversas ameaças de morte.

Boato de falecimento

Na terça-feira, 4, o boato de falecimento de Dom Pedro Casaldáliga, iniciado no Twitter, se espalhou rapidamente na internet e precisou ser desmentido em comunicado oficial da Província Agostiniana Nossa Senhora da Consolação do Brasil. Na ocasião, lideranças políticas chegaram a publicar  nota de pesar nas redes sociais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.