Comandante da PM do Rio explica arrastão

O comandante geral de Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Francisco Braz, disse que o arrastão ocorrido na noite de ontem dentro do Túnel do Joá, que liga a Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, à Zona Sul da cidade, foi provocado por uma falha no policiamento que deixou o local sem vigilância. De acordo com ele, os policiais que cuidavam da segurança naquele ponto foram deslocados por conta de uma ocorrência. O militar afirmou que vai reforçar o policiamento naquela área e que os policiais ali não serão mais deslocados para outras localidades. Francisco Braz afirmou que não haverá mais arrastões no Túnel do Joá. Ele participa da caminhada pela Paz que se iniciou na manhã de hoje na praia do Arpoador em direção ao Leblon, na Zona Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.