Comandantes da PM do Rio discutem mortes de policiais

Comandantes de todos os batalhões da Polícia Militar do Rio de Janeiro se reuniram na manhã desta sexta-feira, 16, para discutir as mortes de policiais nos últimos dias. De acordo com números oficiais, desde o início de 2007, 32 policiais foram mortos, sendo um policial civil e 31 policiais militares.Desse total, sete foram mortos assassinados em seu dia de folga e cinco mortos em confronto. Dos 12 mortos nos últimos oito dias, sete estavam de folga e cinco em serviço.Na manhã desta sexta-feira, foram enterrados o soldado da Polícia Militar Élson de Souza Rente, de 30 anos, que foi baleado na mesma ocasião do cabo Leandro Ipanema, no Jardim América, na quinta-feira, 15. A polícia informou que a Corregedoria da Polícia Militar e a 38ª Delegacia de Polícia ainda investigam como o policial morreu.Duas versões circularam sobre a morte do PM. Na versão dos funcionários de uma empresa de transporte, ele teria sido morto ao atender uma ocorrência de um assalto na companhia. Na segunda versão, de fontes policiais, ele foi morto por um traficante de Vigário Geral, que fugia da favela, onde a Polícia Civil realizava uma operação na quinta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.