Comando Vermelho faz Vila Cruzeiro virar alvo

A Vila Cruzeiro tornou-se o principal alvo da polícia do Rio no ano passado, quando a favela, adjacente ao Complexo do Alemão foi identificada como esconderijo de armas e drogas do Comando Vermelho. Para o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, o enfraquecimento da quadrilha do Alemão seria uma estratégia para enfraquecer o Comando Vermelho e, com isso, reduzir crimes em toda a cidade. Após incursões que deixaram dezenas de mortos, as Polícias Civil e Militar realizaram, em junho, uma megaoperação que levou mais de mil homens ao Alemão. Pelo menos 19 morreram e 13 foram feridos. Meses depois, nova iniciativa foi abortada por falhas mecânicas dos carros blindados, os chamados caveirões. Com ajuda da Força Nacional de Segurança, o secretário determinou o cerco permanente do complexo. No fim de 2007, Beltrame afirmou que pretendia realizar uma nova operação no Alemão e na Vila Cruzeiro, a partir de informações de inteligência, antes do início do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), mas isso não aconteceu.Em lugar de uma grande ação, a polícia tem feito incursões pontuais na Vila Cruzeiro. No fim de março, um homem morreu numa blitze da PM. Um fuzil foi apreendido no local. Já no início deste mês, houve novo enfrentamento entre policiais e criminosos, mas sem feridos. No dia 11, dois policiais e outras seis pessoas foram baleadas num tiroteio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.