Comboio leva 74 toneladas de drogas para fornos da CSN

Setenta e quatro toneladas de drogas foram apreendidas nos últimos 11 meses nas fronteiras do Brasil com a Bolívia e o Paraguai. Nesta manhã, um comboio com três carretas está levando o tóxico da sede da Polícia Federal em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, para ser incinerado nos fornos da Companhia Siderúrgica Nacional, em Volta Redonda, no Rio de Janeiro. A maior parte do entorpecente apreendido é de maconha, mas há também cocaína, crack, haxixe, ecstasy, LSD e lança-perfume. O comboio deve chegar ao destino na quarta-feira porque os caminhões só viajarão durante o dia. Para garantir a segurança, foi montado um esquema especial com a participação de 100 homens em 26 veículos e dois helicópteros. Eles vão fazer a escolta durante os 1,4 mil quilômetros de estrada. Mato Grosso do Sul é uma das principais portas de entrada da droga vinda da Bolívia e do Paraguai para o Brasil. Segundo a Polícia Federal, de cada 10 quilos de tóxicos apreendidos no País, seis são do Mato Grosso do Sul.

Agencia Estado,

21 de junho de 2004 | 09h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.