Começa a distribuição de água para o sertão

Com seu balde de 20 litros cheio de água potável, carregado por um jumento, Severino Pereira da Silva, 62 anos, estava feliz. Ele havia acabado de receber a cota que lhe cabia do caminhão-pipa patrocinado pelo governo federal que começou hoje a distribuição de água em São Domingos de Pombal, pequeno município do alto sertão paraibano, a 405 quilômetros de João Pessoa."Agora não preciso mais andar quilômetros para pegar água barrenta de barreiro", afirmou ele que, como a quase totalidade dos agricultores da região, teve sua lavoura de subsistência destruída pela seca. Morador da zona rural, na comunidade Riacho de Pedra 2, Severino também está sem água para beber. São Domingos de Pombal é um dos 29 municípios paraibanos que se encontram em estado de calamidade pública reconhecida pelo governo federal, tendo, assim, direito ao serviço do caminhão-pipa.Vinte e seis comunidades da zona rural de São Domingos foram escolhidas para receberem a água. Dois caminhões-pipa estão encarregados do abastecimento, cabendo a cada um 13 comunidades. José Neto, proprietário docaminhão, informou que cada comunidade terá direito a um carro-pipa acada oito dias, quando ele enche uma cisterna comunitária comcapacidade para 7 mil litros. Cada família tem direito a 20 litrosdiários. A água é trazida do Rio Piancó, no município vizinho dePombal, a 22 quilômetros.Ele garantiu que não desperdiça água no processo de distribuição,jogando o produto direto na cisterna. Mas hoje, atendeu ao apelo eencheu as latas dos moradores que estavam à espera da água direto dagrossa mangueira do caminhão, o que provocou perda.Segundo José Neto, o levantamento das comunidades maisnecessitadas e a indicação de quem deve ser abastecido é feito por umacomissão da prefeitura local. Neto é pipeiro desde a seca de 1998. Nosanos de bom "inverno" (quando a chuva é suficiente para o plantio epara encher os reservatórios) ele usa o caminhão para transporte dematerial de construção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.