Começa audiência do traficante Nem, no Rio de Janeiro

Nem, chefe do tráfico de drogas da Rocinha, lucrava cerca de R$ 8 milhões por mês

Gheisa Lessa - Central de Notícias,

10 Maio 2012 | 14h57

São Paulo, 10 - A audiência do acusado de porte ilegal de arma e tráfico ilícito de drogas, o traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem, começou por volta das 14h desta quinta-feira, 10, no Rio. De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio, o juiz solicitou que Nem fosse conduzido ao Rio para ser interrogado pessoalmente.

O acusado estava no Presídio Federal de Campo Grande, no Mato Grosso e foi transferido para a carceragem do Fórum Central, de acordo com nota divulgada pelo TJ do Rio. Durante toda a transferência, Nem estava escoltado por agentes da Polícia Federal.

A audiência de instrução e julgamento para interrogatório do traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, também contará com depoimentos de William de Oliveira e de Alexandre Leopoldino Pereira da Silva. O trio é acusado de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e associação para a produção e tráfico, bem como tráfico ilícito de drogas.

Nem foi detido dentro do porta-malas de um carro, durante operação de ocupação da Favela da Rocinha em novembro de 2011. A ocupação aconteceu para que a comunidade recebesse a 19ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da cidade. Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, é apontado como chefe do tráfico na região, cujo lucro era de cerca de R$ 8 milhões por mês, segundo a polícia.

Mais conteúdo sobre:
tráfico de drogasnemrocinha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.