Começa campanha de prevenção contra Aids para carnaval

O Ministério da Saúde inicia hoje a campanha de prevenção das doenças sexualmente transmissíveis e da aids (DST/Aids) para o carnaval, com o lema "Camisinha, não saia sem ela", de promoção do uso do preservativo. Usando frases de duplo sentido, o ator Luís Fernando Guimarães lembrará a importância de levar a camisinha durante as festas, em vídeos e spots de rádio com 30 segundos de duração. Até o dia 28 (terça-feira de carnaval), as peças publicitárias serão exibidas em redes de televisão e veiculadas nas rádios de todo o País. De acordo com informação do Ministério da Saúde, nas capitais a campanha também incluirá cartazes nos pontos de ônibus e outdoors montados nas áreas de festejo carnavalesco. O objetivo é atingir toda a população, independentemente de sexo, gênero, faixa etária e classe social. A campanha é baseada nos resultados parciais da Pesquisa de Comportamento Sexual e Percepções da População Brasileira sobre HIV e Aids, realizada no ano passado pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento e pelo ministério. Os dados revelaram que 47,5% dos homens entre 16 e 19 anos não usaram preservativo porque não o tinham e 36,4% das mulheres na mesma faixa etária não lembraram da camisinha na hora da relação. Entre os homens de 20 a 24 anos, 23% alegaram o mesmo motivo, citado por 19% das entrevistadas nessa faixa etária. Um milhão de folhetos e 50 mil cartazes já foram enviados para os Estados. Os folhetos contêm orientações sobre a maneira correta de usar a camisinha e informações sobre as formas de infecção pelo HIV. Todo o material tem a marca "Vista-se", uma espécie de carimbo das ações de promoção, e não será de uso exclusivo no carnaval.

Agencia Estado,

19 Fevereiro 2006 | 09h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.