Começa hoje vistoria da frota escolar do Rio

Cerca de 1.100 veículos - entre ônibus, micro-ônibus e vans - serão inspecionados; vistorias serão semestrais e obrigatórias para todos veículos do Serviço de Transporte Público Escolar

Priscila Trindade, Central de Notícias

10 de janeiro de 2011 | 09h39

SÃO PAULO - A Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) começa a vistoriar nesta segunda-feira, 10, os 1.100 veículos - entre ônibus, micro-ônibus e vans - da frota escolar da cidade do Rio de Janeiro. A primeira etapa da inspeção se estenderá até 11 de março para todos os finais de placa das três categorias: autônomos, empresas e estabelecimentos de ensino. As vistorias para o exercício de 2011 serão semestrais e obrigatórias para todos os veículos que compõem o Serviço de Transporte Público Escolar. A segunda vistoria anual vai ocorrer entre 1.º de junho a 5 de agosto.

O responsável pelo veículo deverá levar o carro à Gerência de Vistoria da Subsecretaria de Fiscalização da SMTR, localizada na Estrada do Guerenguê, 1.630, em Curicica, das 9 horas às 17 horas, de segunda a sexta-feira, atendendo ao calendário das vistorias. Antes de realizar a inspeção, os responsáveis pelos automóveis devem verificar sua situação cadastral no site http://www.rio.rj.gov.br/web/smtr/.

Para a vistoria, será necessário apresentar o Cartão de Identificação de Auxiliar de Transporte (CIAT), original do permissionário e monitor; CRLV atualizado; Carteira Nacional de Habilitação (CNH), categoria D atualizada; Apólice de Seguro de responsabilidade civil e o Certificado de Segurança Veicular (CSV) dentro da validade para os veículos convertidos a GNV e outras adaptações. Os pedidos de prorrogação de vistoria deverão ser abertos na sede da SMTR. O pedido precisa ser feito cinco dias antes do término dos prazos.

Após a realização da primeira vistoria, o proprietário deve fixar uma cópia do Certificado de Vistoria no vidro dianteiro do veículo. O documento deverá ser substituído pelo selo de vistoria anual na segunda vistoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.