Começa instalação de escadas rolantes no Cristo Redentor

O primeiro lance de escadas rolantes do Cristo Redentor começam a ser instaladas na segunda-feira. As duas escadas chegaram hoje, divididas em oito pedaços que pesam entre três e quatro toneladas. Quando estiverem em funcionamento, elas vão substituir os 220 degraus que hoje separam os turistas do mais conhecido mirante da cidade.Três carretas transportaram as peças, mas não puderam concluir o trajeto, por serem grandes demais para seguir pelas curvas sinuosas. As escadas tiveram de ser transferidas para veículos menores. A obra, que começou há um ano e deve estar pronta para o verão, prevê ainda a instalação de elevadores panorâmicos. As torres dos elevadores serão pintadas em tom de verde para se confundir com a paisagem. Durante as obras, as visitas ao Cristo não foram interrompidas. Somente a passagem de carros não é permitida, porque a área de estacionamento tem sido utilizada como canteiro de obras. O turista deve subir o Corcovado de trenzinho.A mineira Mucíola Coelho, de 80 anos, está entre aqueles que esperam ansiosamente a conclusão da obra. Ela conta que conheceu o Cristo nos anos 40 e desde a década de 80 não volta ao local. Ela sofre de artrose e não consegue subir os 220 degraus da escadaria que dá acesso ao mirante. "Achei que nunca mais fosse voltar ao Corcovado", diz.A instalação de escadas rolantes e elevadores está orçada em R$ 4,5 milhões e é fruto de uma parceria entre Fundação Roberto Marinho, Banco Real/ABN Amro Bank, Gerdau, Arquidiocese do Rio, prefeitura e Instituto Brasileiro dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.