Começa interligação Castelo-Raposo em Sorocaba

A concessionária Viaoeste inicia hoje oficialmente à construção de uma estrada com sete quilômetros interligando as rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares, no município de Sorocaba. O governador Geraldo Alckmin comparece à solenidade de lançamento da obra, às 10 horas, no quilômetro 6,8 da Rodovia Senador José Ermírio de Moraes (Castelinho). O evento será simbólico, pois os serviços só podem ser iniciados efetivamente depois que a Secretaria de Estado do Meio Ambiente conceder a licença ambiental. A Viaoeste informou que a licença de instalação já foi solicitada, mas a autorização não havia saído até a tarde de ontem. A rodovia cortará área de formação de nascentes que contribuem para o sistema de abastecimento da cidade. Sem a licença, a empresa não pode nem instalar o canteiro de obras.O novo trecho rodoviário sairá do acesso ao Bairro de Aparecidinha, no km 6,8 da Castelinho, e se interligará ao km 91 da Raposo Tavares. Terá pista dupla com faixas de rolamento de 3,6 metros, divididas por canteiro central de 8 metros, mais 3 metros de acostamento em cada lado. O custo da obra é de R$ 34 milhões, mas o Governo do Estado desembolsará outros R$ 10 milhões para pagar as desapropriações. A maior área a ser desapropriada pertence ao empresário Mário Amato, ex-presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).A interligação vai reduzir o tráfego pesado no centro de Sorocaba. Segundo a Viaoeste, cerca de 5 mil veículos, sendo 40% caminhões, passarão a usar a nova rodovia, deixando de circular pela área urbana. O tempo de viagem entre a Castelo e a Raposo cairá de 30 para 5 minutos em média.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.