Comerciante chinês morre ao reagir a assalto no centro de SP

O comerciante chinês Yen Seyan, de 52 anos, foi morto por volta das 20 horas de quarta-feira, 7, ao reagir a um assalto no interior de sua lanchonete, localizada na Avenida Prestes Maia, na região central de São Paulo.Armado com um revólver calibre 38, o criminoso, passando-se por cliente, sentou-se junto ao balcão, pediu uma cerveja e, minutos depois, anunciou o assalto, rendendo o filho do comerciante. O rapaz já entregava os R$ 400 do caixa quando o pai dele apareceu e começou a discutir com o bandido.Segundo testemunhas, o assaltante foi empurrado três vezes pelo comerciante, que parecia totalmente descontrolado. Já em posse do dinheiro, o assaltante mandou que todos os funcionários e o dono da lanchonete fossem para os fundos do estabelecimento. Segundos depois o bandido apontou em direção ao comerciante e atirou, fugindo em seguida.Guardas municipais de uma base próxima ao local do crime foram acionados, mas, quando chegaram na lanchonete, Yen Seyan já estava morto, ferido na altura das costelas.; o assaltante segue foragido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.