Comerciante e colega são mortos na Grande São Paulo

Armados de pistolas calibre 380, e sem dizer nada, dois homens, mataram, com vários tiros, o comerciante Aldo Dionizio de Souza, de 27 anos, quando este fechava as portas de sua loja de roupas, localizada no Jardim Marilena, em Diadema, na Grande São Paulo. Segundo testemunhas, a dupla estava em um carro e se aproximou do comerciante, atirando também contra o colega de Aldo, o motorista Geovânio Laurindo dos Santos de 30 anos. O motorista ainda tentou correr para o interior da loja, mas foi atingido pelos tiros. As duas vítimas morreram mesmo sendo levadas pela PM para o Hospital Municipal de Diadema.Os PMs encontraram uma pequena quantia de cocaína dentro da loja. O delegado Flávio Rodrigues acredita que a morte do comerciante tenha sido motivada por um acerto de contas, já que nenhum objeto da loja foi roubado.

Agencia Estado,

13 de abril de 2004 | 07h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.