Comerciante e família ficam 5 horas reféns nas mãos de assaltantes

O dono de uma joalheria, sua esposa, o filho e seus pais viveram momentos de terror das 19 horas de ontem até o início da madrugada deste sábado nas mãos de uma quadrilha de assaltantes.Na noite desta sexta-feira, três homens invadiram a casa de Seizen Nakata, de 58 anos, em Vila Guilhermina Esperança, na zona Leste da capital. Os pais do comerciante foram amarrados e a esposa foi colocada em uma perua Kombi. O comerciante e seu filho, Cláudio Hidekatsu Nakata, de 28 anos, foram levados em um Fiat Doblò. Antes de saírem do imóvel com as vítimas, os criminosos fizeram o rapaz entregar-lhes US$ 400, R$ 874 e 20 mil ienes.Os assaltantes, que tinham a cobertura de dois comparsas do lado de fora da casa, disseram à esposa do comerciante que ela só iria ver o marido e o filho outra vez após ir até a joalheria da família, na Praça da Sé, e de lá trazer todo o dinheiro e as jóias. Minutos depois, um dos criminosos que a mantinha refém na perua a liberou para que ela fosse até a joalheria pela manhã.No início da madrugada deste sábado, durante patrulhamento pela Rodovia Ayrton Senna, na altura do quilômetro 26, na divisa entre o bairro dos Pimentas, em Guarulhos, e a zona Leste da capital, policiais militares do Tático Ostensivo Rodoviários (TOR) observaram que em uma das saídas para Guarulhos, havia um van Fiat Doblò branca e um Fiat Uno azul parados.No momento em que os policiais se aproximaram, os ocupantes do Uno conseguiram acelerar e fugir, mas a van, roubada dia 27 de fevereiro na região do Itaim Paulista, zona Leste, foi cercada. Dentro dela estavam o comerciante, o filho, e três dos criminosos. Foram detidos Jefferson Ferreira dos Santos, 32 anos, Ricardo Bertozo, 37 anos, e Marcos Paulo Souza dos Santos, de 27 anos, que já tinha passagem pela polícia por roubo e porte ilegal de armas.Uma pistola calibre 380 e 4 celulares foram apreendidos dentro da van. Os pais do comerciante e a mulher passam bem. Os demais criminosos fugiram assim que foram informados, supostamente pelos ocupantes do Fiat Uno, sobre a prisão do trio que ocupava o Fiat Doblò. O caso foi registrado no 4º Distrito Policial e os três assaltantes autuados em flagrante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.