Comerciante laça e imobiliza onça parda em Jales

Animal foi colocado numa jaula e levado para a sede dos bombeiros

CHICO SIQUEIRA, O Estado de S. Paulo

09 Maio 2013 | 18h33

ARAÇATUBA - O Corpo de Bombeiros de Jales, no interior de São Paulo, capturou uma onça parda, atropelada na noite de quarta –feira (9) na estrada vicinal Vitório Prandi, que liga Jales ao município de Dirce Reis. O comerciante Eduardo Ferreira Doninho praticava provas de laço com mais dois amigos num haras próximo da pista, quando ouviu o atropelamento e conseguiu laçar e imobilizar o animal até a chegada dos Bombeiros.

"Ouvimos o barulho que parecia o de um estouro de pneu. Corremos até lá, a uns 150 metros de distância, e deparamos com a onça. Aproveitei que estava sentada e parecia ainda meio zonza para laçá-la com a corda que estava usando para treinar para as provas de laço”, contou. Montado num cavalo, Doninho passou a corda pelo tronco de uma árvore e segurou a ponta, enquanto os amigos esperavam chamavam o Corpo de Bombeiros pelo celular.

Mas enquanto os bombeiros não chegavam a onça começou a se recuperar e a dar trabalho. “Foi aí que começaram as dificuldades. O bicho foi ficando bravo e partiu pra cima de nós”, contou. Os amigos correram para se esconder dentro da cabine da caminhonete, enquanto a onça saltava sobre a carroceria do veículo. “Ela riscou toda a pintura, mas fiquei segurando”, disse. Doninho então conseguiu manter uma distância segura do animal e apertar o laço na madeira. Quando os bombeiros chegaram e tentaram imobilizar o bicho com uma forca, a onça voltou a se enfurecer. “Aí foi a vez de os bombeiros correrem, não ficou um por perto do animal”, contou. Doninho então conseguiu apertar o laço, facilitando a imobilização pelos bombeiros.

O animal foi colocado numa jaula e levado para a sede dos bombeiros, em Jales. “Não foi uma tarefa fácil porque o animal estava muito nervoso”, contou o sargento Marcos Antônio Ferreira, comandante da unidade. Na tarde desta quarta-feira, a onça foi levada para atendimento no hospital da Faculdade Unicastelo. “Ela passou por exames, radiografias e a única lesão foi um ferimento leve na altura do joelho. Trata-se de uma fêmea jovem, com 21 quilos e aproximadamente um ano de vida”, contou a médica veterinária Vanessa Belentani Marques, responsável pela disciplina de animais silvestres da faculdade. “Ela deve ter saído para caçar e acabou sendo atropelada”, contou a médica. Depois de ser atendida e liberada, a onça foi entregue para a Polícia Ambiental, que iria, ainda nesta quarta-feira, reintroduzir o animal numa mata próxima de onde foi encontrado.

Mais conteúdo sobre:
onça Jales

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.