Comerciante morre esmagado por 3 toneladas de ração

O mezanino da loja Marinho Rações, que funciona na Central de Abastecimento de Pernambuco (Ceasa-PE), no Recife, desabouNesta segunda-feira, por volta das 9 horas, e matou o proprietário José Marinho dos Santos Filho, 50 anos. O funcionário Lindoval Souza Cabral foi ferido no braço e socorrido no Hospital Getúlio Vargas. Depois de medicado, ele recebeu alta.O comerciante foi atingido pela estrutura de concreto e por quasetrês toneladas de ração que estavam estocadas no mezanino. Equipe da Defesa Civil do município (Codecir) apontou o excesso de peso como a causa do desabamento. A área foi isolada pela polícia e o corpo de Santos Filho foi retirado pelo Instituto de Medicina Legal (IML).De acordo com a assessoria de imprensa da Ceasa, o mezanino foiconstruído pelo comerciante sem autorização da empresa, que vai exigir de todas as lojas com mezanino documentação sobre a construção. Quem construiu clandestinamente terá 60 dias para regularizar a situação sob pena de fechamento do estabelecimento. Funcionam na Ceasa-PE 800 lojas de comércio atacadista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.