Comerciante seqüestrada é encontrada em cativeiro amarrada

A comerciante Eliane Alarcão Ribeiro, de 36 anos, seqüestrada na tarde do último sábado em Taubaté, no Vale do Paraíba, foi localizada na manhã desta segunda-feira em um cativeiro na periferia de Diadema, região metropolitana de São Paulo. A polícia recebeu uma denúncia anônima de que os seqüestradores estavam em um barraco, na favela Eldorado.Por volta das 10h15 a vítima foi localizada em um dos barracos de madeira, com os pés e as mãos amarradas e a boca tampada com algodão e fita crepe. "Ela estava bastante abalada, nervosa e foi encaminhada ao um pronto-socorro para se acalmar", contou a polícia.De acordo com o delegado Sérgio Abdala, a comerciante contou que se negou a tomar banho e beber água, "com medo que fosse algum tranqüilizante". "Disse também que ouviu os seqüestradores planejando que só entrariam em contato com a família depois de quinze dias". Até a libertação da vítima, nenhum dos integrantes da quadrilha havia feito contato com a família em Taubaté, proprietária de um posto de combustível.O seqüestroO crime começou por volta das 14 horas do último sábado, quando a comerciante saía de casa para trabalhar. Ela ajudava o pai em um posto de combustível localizado no bairro Estiva. A mulher foi colocada em um carro e mantida em um cativeiro, próximo a Taubaté, até a chegada da noite. Ao escurecer a vítima foi levada para Diadema.A família percebeu que ela não chegava no posto e acionou a polícia. Segundo parentes próximos, os familiares sentiram a falta de Eliane e ficaram bastante preocupados, principalmente porque ela toma remédios controlados.A família seguiu para Diadema assim que Eliane foi localizada. De acordo com a polícia, integrantes da quadrilha foram presos e teriam planejado o seqüestro com a ajuda de pessoas conhecidas em Taubaté. No momento do flagrante, oito homens foram levados para a delegacia para serem investigados e apenas dois ficaram presos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.