Comércio é fechado nos arredores do Morro da Providência

O comércio amanheceu fechado nos arredores do Morro da Providência, no Centro do Rio, em luto forçado pela morte de um suposto traficante em confronto com a polícia na manhã de quinta-feira, 1º. Alguns poucos estabelecimentos começaram a abrir no final da manhã desta sexta-feira, 2. A Delegacia Anti-Seqüestro (DAS) informou que não vai dar prosseguimento hoje à operação iniciada ontem com o objetivo de prender 10 integrantes de uma quadrilha envolvida em assaltos e seqüestros na cidade. Na operação de ontem, os policiais conseguiram cumprir 3 dos 10 mandados de prisão. Um tiroteio no início da manhã resultou na morte da estudante Denilza Maria da Silva Nascimento, de 21 anos. A jovem foi atingida no peito por uma bala perdida, enquanto dormia em seu quarto, por volta das 6 horas. Granadas chegaram a ser lançadas pelos criminosos em direção à polícia. Mais tarde, por volta das 10 horas, Pablo Pierre Mendes do Amparo, de 29 anos, foi baleado. Ele é apontado pela polícia como chefe do tráfico na favela. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar ocupa o morro e a situação está tranqüila nesta sexta-feira, 2.

Agencia Estado,

02 de junho de 2006 | 12h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.