Comícios em BH, Recife e Rio encerrarão campanha de Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu encerrar a campanha pela reeleição com grandes comícios em Belo Horizonte, Recife e Rio. Sem esconder a confiança numa vitória em primeiro turno, ele ironizou os últimos ataques dos tucanos. "Quanto mais a gente sobe nas pesquisas, mais eles ficam nervosos", disse numa conversa com um grupo de aliados, na tarde de hoje, no Palácio do Planalto.No bate-papo, Lula recomendou mais uma vez que os aliados tenham cuidado em rebater críticas e acusações de adversários na reta final do processo eleitoral. "Temos de ter paciência e tolerância, democracia é assim mesmo", disse. "A gente tem de ter muita paciência para esperar o resultado da eleição."Lula avaliou que está "bem" nos programas eleitorais na televisão. "O presidente está muito sereno e tranqüilo diante do quadro", relatou um dos aliados que participaram da conversa. Antes de realizar os três grandes comícios, Lula quer intensificar a campanha em São Paulo, no nordeste e no interior de Minas Gerais. O comício de Belo Horizonte pode ocorrer no dia 26. Já o último evento da campanha, no Rio, no dia 27.Desde o início da campanha, em agosto, Lula participou de comícios em São Paulo (seis), Rio (quatro), Minas Gerais (quatro), Distrito Federal (dois), Pernambuco, Santa Catarina e Goiás. No Rio, palco do último ato da campanha, Lula fez comício Bangu, Niterói, Nova Iguaçu e na capital, além de comparecer a quatro encontros com diferentes setores.O PT prepara um manifesto assinado por cerca de dois mil prefeitos em defesa da candidatura Lula. O documento será levado ao presidente possivelmente por um grupo de 50 prefeitos. Outra idéia cogitada é fazer uma grande manifestação com a presença de dezenas de prefeitos em Brasília nos últimos dias de campanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.