Comissão da Câmara vai investigar preços de lanchonetes de aeroportos

Relator da proposta diz que produtos são vendidos por preços muito superiores aos do mercado

Agência Câmara,

21 Outubro 2011 | 17h12

SÃO PAULO - A Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara vai solicitar ao Tribunal de Contas da União (TCU) exame da regularidade de contratos firmados entre a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e os estabelecimentos habilitados a prestar serviços nas praças de alimentação dos aeroportos. O motivo da investigação são os altos preços praticados por esses estabelecimentos.

A proposta foi aprovada pela comissão na quarta-feira, 19. Segundo seu autor, deputado Nelson Padovani (PSC-PR), os produtos são vendidos nos aeroportos por preços muito superiores aos do mercado. "Um simples sanduíche, que custa R$ 2,00, dentro do aeroporto sai por R$ 6,00", exemplifica.

O relator, deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP), foi favorável à fiscalização. "Sob o ângulo jurídico, cabe verificar a ocorrência de infrações no processo de formalização dos contratos entre a Infraero e os estabelecimentos", disse. "Sob o aspecto econômico, importa apurar se os preços praticados por tais estabelecimentos são abusivos", complementou.

Diante da existência de centenas de contratos, o relator propõe que o TCU, "mediante critérios usuais de amostragem em fiscalização", defina os contratos considerados mais relevantes. Após a execução do pedido, o tribunal deverá remeter cópia dos resultados alcançados à comissão, para a elaboração do relatório final.

Mais conteúdo sobre:
aeroporto preço lanchonete fiscalização

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.