Comissão de Direitos Humanos do Senado discute crise no MA com OAB

Próximo compromisso do grupo nesta segunda-feira em São Luís é visita à penitenciária de Pedrinhas, onde 62 presos foram mortos desde o ano passado

Artur Rodrigues, O Estado de S. Paulo

13 Janeiro 2014 | 11h14

ENVIADO ESPECIAL A SÃO LUÍS - A Comissão de Direitos Humanos do Senado chegou à sede da Ordem dos Advogados do Brasil do Maranhão na manhã desta segunda-feira, 13. É o primeiro compromisso da comitiva que veio ao Estado para acompanhar a situação penitenciária.

O próximo compromisso do grupo será uma inspeção ao Complexo Prisional de Pedrinhas, onde 62 pessoas morreram desde o ano passado.

Mais tarde, eles devem se encontrar com a governadora do Estado, Roseana Sarney (PMDB).

O senador Edison Lobão Filho (PMDB-MA) criticou o foco da comissão. Para ele, o Estado tem condições de gerir a situação e os senadores deveriam visitar as vítimas dos criminosos.

Mais conteúdo sobre:
MaranhãoSão Luís

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.