Comissão de Ética minimiza caso das diárias de ministra

O presidente da Comissão de Ética Pública, Sepúlveda Pertence, minimizou o caso das diárias pagas à ministra da Cultura, Ana de Hollanda, em fins de semana no Rio, onde tem casa própria, sem trabalhar. Para ele, o País tem "coisa mais séria" para discutir, embora admita problema no pagamento das diárias. A pedido da CGU, Ana devolveu os valores. O Estado mostrou que ela marcou compromissos oficiais fora de Brasília, às sextas e segundas-feiras, e recebia diárias pelo período todo, inclusive dias de folga.

Tânia Monteiro,

17 de maio de 2011 | 02h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.